19 de novembro de 2013

Super Mario 3D World


Super Mario 3D World é a primeira aventura de plataformas em 3D do Super Mario na Wii U. Desenvolvido pela mesma equipa de Super Mario Galaxy e Super Mario 3D Land, segue as pisadas deste último e dá o salto para o HD, acrescentando novos poderes e suportando até 4 jogadores. O principal objectivo deste jogo é criar um meio termo onde os fãs de Mario se possam juntar, sejam amantes de jogos 2D ou 3D, adeptos da simplicidade do 3D Land ou do efeito deslumbrante do Galaxy 2. Tudo isto sem criar uma barreira de entrada para os novos jogadores, sejam compradores do jogo ou apenas visitantes que pegam ocasionalmente num comando. 


Para suportar vários jogadores, há também que incluir diferentes personagens. Neste jogo, cada personagem tem uma habilidade característica, semelhante ao que acontecia no clássico Super Mario Bros. 2, na NES. Controlar o Mario é tão natural como sempre, sendo o personagem mais equilibrado desde título. Já o seu irmão Luigi tem um salto mais alto, acompanhado de um movimento estranho com as pernas. A princesa Peach, graças à sua saia, consegue pairar algum tempo durante o salto, sendo a mais fácil de controlar para os novatos. Por outro lado, o personagem Toad é dedicado aos speed-runners, correndo mais depressa que os restantes, mas com um salto mais restrito. Finalmente, há ainda uma quinta personagem desbloqueável, a princesa Rosalina, que surgiu pela primeira vez em Super Mario Galaxy. Esta tem um ataque rotativo como habilidade especial, que também lhe permite prolongar um pouco a duração do salto.

Todo o jogo pode ser jogado do princípio ao fim com 4 jogadores em simultâneo. E se a série New Super Mario Bros. ficou conhecida pelos jogos 2D com multiplayer caótico, Super Mario 3D World tenta replicar a experiência em mundos 3D. Durante uma sessão de jogo, basta que um novo jogador pegue num comando e carregue num botão para se juntar à festa, mesmo durante os níveis: é só escolher o personagem e jogar! A principal vantagem dos cenários 3D é que têm muito mais espaço para os personagens se deslocarem sem entrar em conflito.


O caos continua presente – é precisamente isto que faz com que o jogo seja tão divertido em grupo – mas, a nível geral, não é tão frustrante como noutros jogos de plataformas. Ainda assim, nem todos os níveis foram desenhados para 4 pessoas. Alguns níveis opcionais foram criados exclusivamente para um jogador no GamePad, outros são simplesmente muito mais difíceis de completar quando há 3 ou 4 jogadores. Naturalmente, este tipo de experiências varia conforme o grupo com que se está a jogar, mas qualquer pessoa que já tenha jogado Mario irá facilmente perceber que "é igual, mas em 3D".

A própria construção dos níveis segue uma lógica muito semelhante à dos jogos 2D, como se tradicionais níveis do Mario ganhassem agora mais solo para pisar devido à dimensão extra. Embora haja muitos segredos para procurar nos cenários, nunca se perde a orientação do caminho a seguir para o objetivo. Dentro desta lógica, a construção dos níveis varia entre o mais tradicional e o "como é que eu vou passar isto?!", incluindo algumas ideias brilhantes como um nível inspirado em Mario Kart ou outro que imita os jogos verticais de tiros com naves, por exemplo. Há ainda desafios rápidos, desde mini-cenários com inimigos ou bosses a cenários maiores com limite restrito de tempo.


Grande parte da diversão de Super Mario está na utilização dos diversos power-ups existentes e, desta vez, há uma grande novidade felina: o Cat Suit é o novo upgrade que transforma os personagens em gatos. Este poder permite utilizar as garras para atacar os inimigos, trepar paredes e dar longos saltos do ar em direção ao chão. Este é um dos melhores power-ups de sempre, com jogabilidade é excelente e bastante divertida, especialmente pela facilidade com que se consegue explorar os cenários 3D com este fato. Além disso, está cheio de movimentos e detalhes adoráveis para descobrir, como a animação de gato agachado antes de usar um ataque.

Outro novo poder a destacar é a Double Cherry, um par de cerejas que existe em alguns níveis e duplica o personagem, deixando controlar até 5 cópias em simultâneo – confuso ao início, mas extremamente útil para sobreviver a certos obstáculos ou atacar hordes de inimigos. Regressam ainda alguns favoritos, como o fato Tanuki ou a incontornável Flor de Fogo, que surgem com bastante frequência nas caixas mistério. Mais esporadicamente, é possível encontrar outros itens como o Mega Cogumelo, uma Piranha Plant portátil que come os inimigos que se aproximarem ou uma caixa canhão que se coloca na cabeça e dispara balas de longo alcance.


Em alguns níveis, é necessário deslizar uma pista às cavalitas do dinossauro Plessie, um primo afastado do Yoshi com um aspeto adorável. Controlar o Plessie quando se joga a solo é fácil, mas é necessário trabalho de equipa quando se está com 2 ou mais jogadores. Apesar do apelo ao teamwork,  o jogo não deixa esquecer o lado competitivo de cada um, indicando no fim de cada nível quem recebeu mais pontos e atribuíndo-lhe uma coroa, que poderá ser roubada no nível seguinte. Em raras ocasiões, e depois da experiência multijogador, jogar a solo pode dar uma breve sensação de vazio, especialmente quando se tem como referência jogos como Super Mario Galaxy. No entanto, este universo tem sempre algo novo e divertido para oferecer, incluindo alguns níveis finais bem mais desafiantes que irão colocar à prova os nervos dos mais "hardcore".

Graficamente, é o jogo mais impressionante da Wii U até hoje, recheado de efeitos de luz e pormenores tão ricos que nos fazem esquecer que até já houve outro jogo do Super Mario com gráficos HD. Sejam oceanos de lava, lagos gelados ou um prado ao por-do-sol, o jogo está recheado de cenários lindíssimos, sem que o aspecto dos níveis alguma vez se sobreponha ao game design genial que está por trás da sua concepção. A complementar, está uma banda sonora vibrante, com bastantes músicas gravadas ao vivo, recheada de temas originais e ainda alguns tributos a jogos passados. Há uma grande variedade de temas e melodias para descobrir, que ficam no ouvido horas depois de se ter parado de jogar, tal como pede uma boa banda sonora de Super Mario.


Dos primeiros passos no Reino das Anafadas até à épica batalha final, são precisas poucas horas de jogo, com cerca de 10h de conteúdo. No entanto, não se pense que este é um jogo pequeno, havendo imensos segredos para descobrir em Super Mario 3D World. Além disso, todos os níveis incluem um conjunto de estrelas verdes secretas para colecionar, assim como carimbos que podem ser utilizados em publicações do Miiverse feitas a partir do jogo. Através do SpotPass, o jogo recolhe os tempos dos amigos e dos melhores jogadores mundiais, criando fantasmas nos níveis já superados para quem quiser tentar melhorar os seus próprios tempos para chegar à bandeirola. Mas, mesmo com todo este conteúdo, o principal factor de replay value será mesmo ter um ou mais amigos em casa para jogar!


Super Mario 3D World é o melhor jogo de plataformas multijogador alguma vez feito, uma experiência extremamente divertida e que gere muito melhor a confusão gerada por várias pessoas em simultâneo do que qualquer outro jogo dentro deste género. É ainda um excelente jogo do Super Mario para se jogar a solo, com controlos precisos e mecânicas simples, mas níveis extremamente bem desenhados, criativos e diversificados. Seja jogado sozinho ou com amigos, 3D World oferece a mais simples e pura diversão a que só o Super Mario nos habituou.